domingo, 30 de novembro de 2008

A menina dos dias frios

Rua Augusta, por Fê Grigolin

Ainda lembro da menina dos dias
frios, naquela cidade fria.
lembro do cigarro e do sorriso antes de dormir,
das doses duplas de conhaque,
do sair depressa para não perder o horário,
dos bilhetes de metrô e do jantar
sem sobremesa, embalado a boa música.
Lembro de seu nome, de seu rosto.
o último, o beijo de feliz aniversário!
Voltei lá, e não a encontrei.

2 comentários:

Lina disse...

Eita, venha morar em são paulo e agarre essa menina que sei bem quem é, rs rs

Bjao

Lina disse...

demorou pra enfrentar esse desejo todo. Vc faz muito bem pra ela. Se for aquele seu eterno amor de SP rs rs